HomeLista de Teses >  [O IMPACTO DA AMAMENTACAO SOBRE A DESNUTRICAO E A M...]
 
 
 

Fundação Oswaldo Cruz
Escola Nacional de Saúde Pública

"O impacto da amamentação sobre a desnutrição e a mortalidade infantil, Brasil, 1996"
Myrian Coelho Cunha da  Cruz

Dissertação apresentada com vistas à obtenção do Título de Mestre

Orientador:  
Data de entrega: Outubro de 2001

    RESUMO
    CAPÍTULO 1 - INTRODUÇÃO
    CAPÍTULO 2 - O IMPACTO DA AMAMENTAÇÃO SOBRE O STATUS NUTRICIONAL E A MORTALIDADE INFANTIL
    CAPÍTULO 3 - DADOS E METODOLOGIA
    CAPÍTULO 4 - EFEITO DA AMAMENTAÇÃO SOBRE A DESNUTRIÇÃO NO SEGUNDO ANO DE VIDA
    CAPÍTULO 5 - EFEITO DO ALEITAMENTO MATERNO SOBRE A MORTALIDADE INFANTIL
    CAPÍTULO 6 - CONCLUSÕES
    CAPÍTULO 7 - BIBLIOGRAFIA

Resumo:
A redução nos índices de mortalidade infantil e de desnutrição observada nas últimas décadas em todo o país, embora distribuída de maneira desigual entre o conjunto da população, remete ao questionamento sobre quais os fatores que poderiam ser responsáveis por esse desfecho. A melhoria nas condições gerais de vida seria a resposta esperada, significando que o acesso à educação, ao trabalho e à renda, às melhores condições de moradia, ao saneamento básico, à água tratada e aos serviços de saúde, estaria contribuindo para os resultados observados. O aumento da duração da amamentação, observado na última década, e a ampla utilização de ações de grande impacto na sobrevivência infantil, tais como o uso de solução de reidratação oral, poderiam ainda responder por esses desfechos. No presente trabalho, investiga-se o impacto do aleitamento materno sobre a desnutrição, no segundo ano de vida, a partir do indicador estatura/idade. O efeito do aleitamento materno sobre a mortalidade infantil no período pós-neonatal foi também verificado. Os dados utilizados foram coletados na Pesquisa Nacional sobre Demografia e Saúde (1996). A metodologia aplicada considera a existência de correlação entre as observações, levando em conta o impacto dos fatores relacionados à criança, à família e à comunidade, analisados através de modelos hierárquicos. Não foram observados efeitos significativos da amamentação sobre a desnutrição, no segundo ano de vida. No entanto, a amamentação, independentemente de sua duração, avaliada em função do tempo médio em que foi praticada, ou do tipo de aleitamento desempenhado pelas mães pesquisadas, conferiu uma proteção de 75% contra o óbito pós-neonatal, quando comparadas às não amamentadas. Em relação à desnutrição, o efeito da área onde a criança reside foi significativo, enquanto que, no estudo sobre a mortalidade pós-neonatal, foi evidenciada uma correlação entre os óbitos ao nível da família.


Palavras-chave:
aleitamento materno; desnutrição; mortalidade infantil; modelos hierárquicos

  Início