HomeLista de Teses >  [PROMOCAO DA SAUDE BUCAL EM BEBES PARTICIPANTES DE ...]
 
 
 

Fundação Oswaldo Cruz
Escola Nacional de Saúde Pública

"Promoção da saúde bucal em bebês participantes de um programa educativo-preventivo na cidade de Ponta-Grossa-PR"
Eunice  Kuhn

Dissertação apresentada com vistas à obtenção do Título de Mestre

Orientador: Maria de Fátima Lobato Tavares
Data de entrega: Julho de 2002

    RESUMO
    CAPÍTULO 1 - INTRODUÇÃO
    CAPÍTULO 2 - JUSTIFICATIVA
    CAPÍTULO 3 - FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
    CAPÍTULO 4 - METODOLOGIA
    CAPÍTULO 5 - RESULTADOS E DISCUSSÃO
    CAPÍTULO 6 - CONSIDERAÇÕES FINAIS
    CAPÍTULO 7 - REFERÊNCIAS
    CAPÍTULO 8 - ANEXO I - OFÍCIO CIRC. PESQ. 02/02 - UEPG
    CAPÍTULO 9 - ANEXO II
    CAPÍTULO 10 - ANEXO III
    CAPÍTULO 11 - ANEXO IV
    CAPÍTULO 12 - ANEXO V
    CAPÍTULO 13 - ANEXO VI
    CAPÍTULO 14 - ANEXO VII

Resumo:
Esta pesquisa objetivou avaliar a influência de um programa educativo/preventivo na promoção da saúde bucal de 122 bebês, na faixa etária de 1 a 36 meses e suas respectivas mães, residentes na cidade de Ponta Grossa/PR. Através de questionários aplicados no início do estudo, e após 12 meses, identificou-se o conhecimento materno prévio e hábitos adotados com sua própria saúde bucal e a de seus filhos, bem como alterações ocorridas após transmissão de informações, para a instituição de hábitos saudáveis, desde os primeiros anos de vida. O grupo sob intervenção foi atendido de 3 em 3 meses, durante 15 meses. A cada consulta, as crianças tinham seus dentes higienizados, e suas mães acesso a orientações formativas, para práticas preventivas adequadas, além da possibilidade de incluí-las em suas pautas de vida. Ao final do estudo, foi examinado um segundo grupo com 106 crianças, na mesma faixa etária, não participantes do programa educativo/preventivo. A redução de hábitos inadequados e o menor percentual de lesões cariosas no grupo sob intervenção (9,83%), em comparação com o grupo que não sofreu intervenção (38,68%), sugere que: a)Apenas a informação ou conhecimento materno prévio sobre hábitos adequados, constatado através do questionário, não refletiu em atitudes saudáveis em relação à saúde bucal de seus filhos; b)O envolvimento materno com medidas educativas e preventivas, em programas de promoção da saúde bucal, podem determinar redução na prevalência da doença cárie em bebês; c)Ações educativas em programas de promoção da saúde bucal, aliadas ao reforço constante, desenvolveram habilidade e competência materna, estimulando o autocuidado em relação à saúde bucal de seus filhos; d)Integradas a um sistema de saúde de atenção básica, as ações educativas e preventivas resultam em medidas de impacto significativo, de baixa complexidade e baixo custo


Palavras-chave:
Promoção da saúde bucal; Saúde bucal em bebês; Programa educativo/preventivo; Cárie dentária em bebês

  Início