HomeLista de Teses >  [TUBERCULOSE NO AMBIENTE HOSPITALAR: UMA QUESTAO DA...]
 
 
 

Fundação Oswaldo Cruz
Escola Nacional de Saúde Pública

"Tuberculose no ambiente hospitalar: uma questão da saúde do trabalhador"
Eliane Villas Bôas de Freitas  Penteado

Dissertação apresentada com vistas à obtenção do Título de Mestre

Orientador: Ubirajara Aluizio de Oliveira Mattos
Data de entrega: Setembro de 1999

    RESUMO
    CAPÍTULO 1 - INTRODUÇÃO
    CAPÍTULO 2 - REVISÃO DA LITERATURA
    CAPÍTULO 3 - METODOLOGIA
    CAPÍTULO 4 - O ESTUDO DO CASO
    CAPÍTULO 5 - CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES
    CAPÍTULO 6 - REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA
    CAPÍTULO 7 - ANEXO 1
    CAPÍTULO 8 - ANEXO 2
    CAPÍTULO 9 - ANEXO 3
    CAPÍTULO 10 - ANEXO 4
    CAPÍTULO 11 - ANEXO 5
    CAPÍTULO 12 - ANEXO 6
    CAPÍTULO 13 - ANEXO 7
    CAPÍTULO 14 - ANEXO 8
    CAPÍTULO 15 - ANEXO 9
    CAPÍTULO 16 - ANEXO 10
    CAPÍTULO 17 - ANEXO 11

Resumo:
Este estudo aborda as conseqüências sobre a saúde dos profissionais de enfermagem e medicina decorrentes do distanciamento entre o trabalho prescrito e o trabalho real. Tem por objetivo analisar as dificuldades vivenciadas por estes profissionais no âmbito hospitalar frente ao recrudescimento da tuberculose e suas relações com a organização e o processo de trabalho. Trata-se de um estudo de caso, desenvolvido no serviço de tisiopneumologia de um hospital público universitário, localizado no Município do Rio de Janeiro. O referencial teórico-metodológico baseia-se em conceitos da Saúde do Trabalhador e da Ergonomia Contemporânea. O foco de discussão centra-se nas situações de exposição ocupacional ao agente etiológico da tuberculose. A abordagem do campo orientou-se pela metodologia da Análise Ergonômica do Trabalho (AET), com ênfase na análise da demanda e da atividade. Observa-se que as condições do ambiente de trabalho possuem determinantes relacionados aos aspectos organizacionais. A unidade de internação e o setor de broncoscopia foram identificados como as principais áreas do serviço que oferecem maior risco de exposição ocupacional ao Mycobacterium tuberculosis. Dentre os casos de tuberculose ocorridos em profissionais de saúde do hospital, estas foram as áreas do serviço que concentraram maior número de casos. Verificou-se que no serviço de tisiopneumologia as condições do ambiente e a forma pela qual o serviço está organizado constituem os principais condicionantes das situações de exposição ocupacional ao M. tuberculosis. Considera-se premente a necessidade de reestruturação tanto das instalações físicas, como dos procedimentos assistenciais. No que diz respeito à estrutura física, ressalta-se a necessidade de maior número de áreas de isolamento. Quanto aos aspectos assistenciais, destaca-se a necessidade dos profissionais envolvidos tornarem-se mais sensíveis à problemática da tuberculose hospitalar, no sentido de agilizar a identificação de pacientes bacilíferos e instituir medidas de proteção nos casos suspeitos até confirmação laboratorial.


Palavras-chave:
tuberculose hospitalar; organização e processo de trabalho; ergonomia; organização físico-funcional hospitalar

  Início