HomeLista de Teses >  [PERCEPCAO DE COMANDANTES DE BOEING 767 DA AVIACAO ...]
 
 
 

Fundação Oswaldo Cruz
Escola Nacional de Saúde Pública

"Percepção de comandantes de boeing 767 da Aviação Civil Brasileira sobre as repercussões das condições de trabalho na sua saúde"
Claudia Paulich  Loterio

Dissertação apresentada com vistas à obtenção do Título de Mestre

Orientador: Luiz Antonio dos Anjos
Data de entrega: Março de 1998

    RESUMO
    CAPÍTULO 1 - INTRODUÇÃO
    CAPÍTULO 2 - REVISÃO DE LITERATURA
    CAPÍTULO 3 - METODOLOGIA
    CAPÍTULO 4 - APRESENTAÇÃO E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS
    CAPÍTULO 5 - CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES
    REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
    ANEXO 1
    ANEXO 2
    ANEXO 3
    ANEXO 4
    ANEXO 5
    ANEXO 6

Resumo:
O organismo humano apresenta uma ritmicidade de eventos bioquímicos, fisiológicos e comportamentais durante as 24 horas do dia, fazendo com que o mesmo tenha peculiaridades distintas nos diferentes horários diurnos e noturnos. Esta ritmicidade circadiana encontra-se intimamente ligada a sincronizadores externos: ciclo claro/escuro; ritmos sociais; a organização temporal da atividade laborativa do indivíduo, dentre outros. A organização temporal do trabalho dos aeronautas caracteriza-se pela alternância dos seus turnos, o que em última análise, significa dizer que este trabalhador muitas vezes desempenha suas atividades profissionais em diferentes momentos do dia e da noite. Esta inversão de horários de repouso por momentos de trabalho acarreta alterações na ritmicidade biológica. Assim, este estudo teve por objetivo investigar a percepção de comandantes, da aviação civil brasileira, que realizam jornadas transmeridionais sobre as repercussões que estas condições de trabalho podem ter sobre sua saúde. Para a coleta dos dados, foram distribuídos questionários para todos os comandantes de Boeing 767 da base Rio de Janeiro, das companhias VARIG e Transbrasil. Do total de 87 questionários enviados, obteve-se um retorno de 25. Os resultados demonstraram que as condições de trabalho dos comandantes apresentam sérias e inúmeras implicações sobre a sua saúde. A sensação de fadiga, as alterações do ciclo sono-vigília e dos hábitos alimentares e o afastamento familiar foram os fatores que mais apareceram no relato dos comandantes como sendo os mais comprometidos, causando consequências como sonolência, distúrbios gastrointestinais, comprometimentos na vida familiar como divórcios, dentre outros. Com o intuito de minimizar estes sintomas, os comandantes desenvolveram algumas estratégias como dormir assim que chegam ao local de destino, praticar algum tipo de atividade física e seguir os horários do local, que são utilizadas com freqüência e, segundo seus próprios relatos, com êxito no que se propõem.


Palavras-chave:
saúde do trabalhador; aviação; comandantes; trabalho em turnos; ritmos circadianos; dessincronose; estratégias

  Início