HomeLista de Teses >  [SAUDE DO TRABALHADOR: UM DESAFIO PARA QUALIDADE TO...]
 
 
 

Fundação Oswaldo Cruz
Escola Nacional de Saúde Pública

"Saúde do trabalhador: um desafio para qualidade total no Hemorio"
Clara Teixeira da  Silva

Dissertação apresentada com vistas à obtenção do Título de Mestre

Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira Orientador: Maria Helena Barros de Oliveira
Data de entrega: Abril de 2000

    RESUMO
    INTRODUÇÃO
    CAPÍTULO 1 - TRABALHO :ESPAÇO DE LUTAS DE CLASSES
    CAPÍTULO 2 - DOENÇA :PRÊMIO DE PRODUTIVIDADE
    CAPÍTULO 3 - CONTROLE DE PRODUÇÃO E DE QUALIDADE :A BUSCA DE RESULTADOS
    CAPÍTULO 4 - QUALIDADE TOTAL :NOVA MANEIRA DE CONTROLAR O TRABALHADOR
    CAPÍTULO 5 - PROGRAMA DE QUALIDADE TOTAL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA :INSTITUTO DE HEMATOLOGIA (HEMORIO)
    CAPÍTULO 6 - SERVIÇO DE ATENDIMENTO À SAÚDE DO FUNCIONÁRIO (SASF)
    CONSIDERAÇÕES FINAIS
    ANEXO I
    ANEXO II
    BIBLIOGRAFIA


Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho



Resumo:
Esta dissertação tem como campo de estudo o Instituto Estadual de Hematologia Arthur Cavalcanti (HEMORIO), onde foi implantada a Gestão de Qualidade Total (GQT). Trata-se de um estudo que pretende analisar o Serviço de Atenção à Saúde do Funcionários (SASF), do HEMORIO, comparando-o com os estudos existentes sobre saúde do trabalhador, referendados na Lei Orgânica da Saúde (Lei 8.080, de 1990). O objeto de estudo é o atendimento prestado à saúde do servidor público, seja pela promoção, prevenção ou assistência. Privilegia-se o impacto que a administração praticada na Instituição pode refletir na saúde dos trabalhadores em questão. Realiza-se, neste estudo, uma reflexão sobre como o significado do trabalho para o homem foi se modificando à medida que sua relação com o produto final foi empobrecendo e as decorrentes conseqüências para a saúde do trabalhador. Da mesma forma, analisa-se que a chamada reestruturação produtiva se apresenta como uma estratégia de dominação imposta pelo capitalismo ao trabalhador. Em relação à Instituição, apresenta-se o estudo das fases de implantação das mudanças gerenciais até a criação do SASF, onde se procura analisar, através de entrevistas e participações em eventos, a maneira como o SASF está estruturado e a forma como a atenção à saúde do funcionário é prestada. À luz do que foi observado, coloca-se o desafio de ampliar os objetivos pretendidos pelo SASF, compreendidos entre eles: a maior participação dos funcionários e uma visão mais abrangente da saúde e os aspectos relevantes que determinam o adoecer no ambiente de trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

Palavras-chave:
reestruturação produtiva; saúde do trabalhador; trabalho

  Início