HomeLista de Teses >  [GIRIA MEDICA: TRAMBICLINICAS, PILANTROPICOS E EMB...]
 
 
 

Fundação Oswaldo Cruz
Escola Nacional de Saúde Pública

"Gíria médica: trambiclínicas, pilantrópicos e embromeds"
Christopher Robert  Peterson

Tese apresentada com vistas à obtenção do Título de Doutor.

Orientador: Fermin Roland Schramm
Data de entrega: Março de 1999

    RESUMO
    ABERTURA
    INTRODUÇÃO
    CAPÍTULO 1 - A CONSTRUÇÃO DA METÁFORA NA GÍRIA MÉDICA
    CAPÍTULO 2 - A METÁFORA MÉDICA ENQUANTO ATO DE FALA
    CAPÍTULO 3 - ANÁLISE DISCURSIVA DA GÍRIA MÉDICA CARIOCA
    CAPÍTULO 4 - GÍRIA MÉDICA
    CAPÍTULO 5 - CONCLUSÕES
    FECHAMENTO
    ANEXO I GÍRIA MÉDICA
    ANEXO II TRECHO DE ENTREVISTA GRAVADA COM MÉDICO TRAUMATOLOGISTA DO SERVIÇO DE RESGATE DO CORPO DE BOMBEIROS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (33 ANOS)
    ANEXO III ANEDOTA RECEBIDA DE MÉDICO AMERICANO ATRAVÉS DA INTERNET (1998)
    ANEXO IV EXEMPLO DA ECONOMIA DE TEMPO PELO USO DE SIGLAS E ACRÔNIMOS NO JARGÃO MÉDICO
    BIBLIOGRAFIA CONSULTADA

Resumo:
O autor analisa a gíria médica carioca a partir da visão de metáfora interativa ou viva proposta por autores como Black (1962) e Ricoeur (1972; 1976), aplicada a trocadilhos e outros chistes do cotidiano médico, com o objetivo de desvendar o que os médicos significam ou "querem dizer" com esse registro lingüístico. O estudo adota uma classificação da gíria em três áreas temáticas, i.é., na relação do médico com a aquisição do conhecimento profissional e escolha de especialidade, com os pacientes e com os serviços de saúde. Comparando seu material empírico com o de estudos americanos que enfocam chistes para pacientes, o autor identifica, além destes, uma série de trocadilhos para os próprios serviços de saúde, levando-o a sugerir interfaces entre a gíria médica e a "hipercrise sanitária" identificada por Schramm (1995).


Palavras-chave:
linguagem médica; gíria médica; jargão médico; ética médica; bioética

  Início